Marista
Arte e Cultura
Status: Ativo
Período da Ação: 29 de setembro

Programa Escola Ciência do MCT da PUCRS

Autor: Vladimir Mendes Queiroz Unidade: Instâncias Canônica e Corporativa Público: Crianças e jovens educandos de instituições de áreas de periferia e de risco social da Grande Porto Alegre Local: MUSEU DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DA PUCRS
Detalhamento da ação

O projeto Conhecendo o Museu – Lar Restaurar, realizado pelas equipes da Auditoria Interna, da Gestão Financeira de Longo Prazo e do Desenvolvimento Humano e Organizacional, em parceria com a equipe do Museu de Ciências e Tecnologia da PUCRS, realizou uma visita ao local no dia 29 de setembro. O grupo teve uma experiência muito positiva e gratificante ao se dedicar ao acolhimento das crianças e jovens do Lar Restaurar, de Alvorada/RS. A visita teve a participação dos “pais sociais” (pessoas que se dedicam à assistência ao menor em situação de vulnerabilidade, exercendo o cargo em nível social, dentro do sistema de casa lares) e os organizadores realizaram várias atividades durante o dia, como o Show de Eletrostática, o Show do Planetário e a Oficina de Peixes do Lago Guaíba, no Laboratório de Biologia, além de outras ações e interações que o Museu dispõe. Todos viram a felicidade nos olhos de cada criança e jovem por terem vivido uma experiência diferente. A equipe espera dar continuidade a iniciativas como essa para, de alguma forma, ajudar a promover a transformação da realidade das crianças e jovens que vivem em situações vulneráveis e/ou fora do convívio familiar. Segundo o professor Vladimir Mendes Queiroz, um dos idealizadores da ação, a experiência foi muito positiva, tanto quanto a ter oportunidade em ver realidades que são presentes, por sermos treinados a não enxergar, quanto à possibilidade de poder, de alguma forma, ajudar a mudar esse contexto. "Se, de alguma forma, nós conseguimos impactar aquelas crianças com uma visão diferente de mundo, dando-lhes uma nova perspectiva, já podemos considerar isso como uma vitória nossa. Dessa forma, a possibilidade em promovermos a continuidade desse tipo de iniciativa para outras crianças é fundamental para fazermos um pouco para mudar essa realidade", ressalta Vladimir Queiroz.

Depoimento salvo com sucesso. Aguardando aprovação do moderador.
Depoimento excluído com sucesso.
Preencha corretamente os campos marcados em vermelho.
  • Impossível seria, com palavras, descrever o momento que vivi e aprendi, diante de lindos corações e tristes histórias, em meio ao misto de sentimentos que permearam o meu dia. Menciono a expressão “misto de sentimentos”, pois me sinto na obrigação de ser sincera e dizer que me senti muito bem e muito mal. O sentimento foi muito bom por realmente poder ser um agente presente na vida daquelas crianças e proporcionar a elas um sentimento materno, de conhecimento, respeito e principalmente de amor. Por outro lado, também me senti mal porque sei que o que fiz não mudará por completo a situação em que elas vivem. Por incrível que pareça, não sinto vergonha de dizer que saí deste dia despedaçada por ter de deixá-los ir. Por não poder acolher, em minha casa, cada um deles. Me senti um ser humano impotente diante das coisas que o mundo traz sem aviso e agradeci a Deus por ter esta oportunidade de mudar, pelo menos, o dia deles. Agradeci também por tudo que sou, que tenho e que tive a oportunidade de escolher, porque eles não tiveram isso. Já fiz muitas orações durante a minha vida e já desejei poder mudar muitas situações, mas com muita certeza, afirmo que neste dia fiz meu pedido mais puro, sincero e sem pretensão pessoal. Desejei, olhando nos olhos de uma menina muito graciosa e de um bebê de personalidade muito forte, que Deus abençoasse a vida deles e que quando eles tivessem a oportunidade de escolher, que fossem guiados pelo caminho do bem. Neste dia entendi o carisma Marista e me sinto pertencente a esse legado de São Marcelino. Hoje posso dizer que me sinto Marista, com orgulho.
    Lisiane Monteiro - Organizadora do evento
  • A ida ao museu serviu para muitas reflexões, principalmente quanto ao papel de cada um de nós, minoria nessa sociedade, face ao nível de esclarecimento que temos. E nossa responsabilidade se acentua na medida que buscamos transformar a vida dos que nos cercam. Que venham outros eventos dessa natureza.
    Marcelo Caletti - Organizador do evento
Compartilhar

Mapa de ações e eventos

Alguma dúvida?
Entre em contato conosco pelo e-mail
emrede@maristas.org.br